MPRN deflagra operação que investiga desvio de combustíveis na Prefeitura de Angicos

Esquema conta com a participação de agentes públicos e de frentistas, segundo investigações do MPRN. (Foto: Cedida/MPRN)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta terça-feira (1º), operação que investiga o desvio de combustíveis da Prefeitura de Angicos. A operação batizada de "Combustão II", cumpriu cinco mandados de busca e apreensão, sendo dois deles em secretarias municipais.

As investigações, que ocorrem desde outubro 2018, quando foi deflagrada a operação "Combustão" que na época apurou suspeitas de que a Prefeitura de Angicos autorizou um posto de combustíveis para realizar o fornecimento de combustíveis de forma ilegal. Na fase deflagada hoje, as investigações apontam evidências de que a Prefeitura de Angicos realiza a venda de combustíveis a particulares, além de agentes públicos realizarem o abastecimento de carros particulares às custas do município.

O esquema de desvio de combustíveis é de conhecimento público e conta com a participação de agentes públicos e frentistas. A operação "Combustão II" contou com a participação de 6 promotores de Justiça, 12 servidores do MP, além do auxílio de 32 policiais militares que ajudaram no cumprimento dos mandados.

Todas as provas coletadas nesta terça-feira serão analisadas pelo Ministério Público e posteriormente remetidas ao Poder Judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial