14 abril 2021

TCU absolve a ex-presidenta Dilma Rousseff por prejuízos na compra da refinaria de Pasadena

Dilma Rousseff fazia parte do conselho de administração da Petrobras na época da compra da refinaria de Pasadena pela estatal. (Foto: Roberto Stuckert Filho)

O Tribunal de Contas da União (TCU) absolveu, nesta quarta-feira (14) a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) por prejuízos provocados à Petrobras na compra da refinaria de Pasadena (EUA).

"Não há razoabilidade e proporcionalidade em igualar responsabilidades daqueles que agiram com deslealdades com os outros envolvidos, cuja má-fé não ficou demonstrada nesses autos tampouco em outras instâncias nas quais se apura o caso Pasadena", afirmou o relator do caso, o ministro Vital do Rêgo, em sua decisão.

À época da compra, Dilma integrava o conselho de administração da Petrobras e votou favoravelmente à compra da refinaria. A ex-presidente argumentou que não teve acesso a todas as informações necessárias sobre a aquisição.

O ex-presidente da companhia, José Sérgio Gabrielli, e os ex-diretores Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, delatores da Lava-Jato, foram condenados pelo TCU e terão que pagar uma multa de R$ 110 milhões, além de ficarem oito anos sem poder exercer cargos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

+ LIDAS

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br