Dessalinizadores implantados pela Semarh garantem água potável ao semiárido

Mais de 5 mil pessoas do semiárido norte-riograndense já foram atendidos pela tecnologia desenvolvida pelo PAD (Programa Água Doce) iniciado na gestão Fátima Bezerra. (Foto: ASSECOM/SEMAHRN)

Levar o acesso à água potável e de boa qualidade para o consumo humano é uma das premissas do Governo do RN e para alcançar esse objetivo a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) prossegue implantando sistemas de dessalinização de água no interior potiguar. Na atual fase do Programa Água Doce (PAD), iniciada na gestão da governadora Fátima Bezerra,  já foram instaladas 23 tecnologias que atenderão a mais de 5 mil pessoas no semiárido.


Ter água doce em casa diariamente era o sonho das 160 famílias da comunidade Logradouro, em Porto do Mangue. Para a moradora Jaqueline Costa, a máquina chegou para mudar completamente a vida dos moradores. “Sem água doce aqui a gente tinha que comprar água mineral com um custo alto. Nossa saúde e qualidade de vida vão melhorar bastante” comemora Jaqueline, que também é a operadora do sistema.


Para o secretário de estado do meio ambiente e dos recursos hídricos, João Maria Cavalcanti, o PAD é um dos programas mais bonitos executados pela Semarh. “Os dessalinizadores transformam a água e também a vida das famílias. É uma obra hídrica estruturante, tanto no que diz respeito à saúde como na criação de possibilidades de geração de renda para as famílias que muitas vezes moram dispersas em áreas de difícil acesso”, frisa João.


É o caso do assentamento Caraúbas, em Bodó, onde a Semarh realizou a ligação do dessalinizador, na segunda-feira (10). A comunidade fica a 18 quilômetros da sede urbana e seu abastecimento há anos era realizado por meio de carro-pipa. “Antes a gente conseguia 60 L de água para passar uma semana, agora com a benfeitoria, a gente receberá essa quantidade por dia”  Paulo Santos operador do sistema.


Além de Bodó e Porto do Mangue, outros 23 municípios potiguares estão sendo contemplados nessa etapa. Através do convênio entre o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e Governo do Rio Grande do Norte estão sendo investidos investidos cerca de R$ 10 milhões para a implantação de 35 dessalinizadores, beneficiando em torno de 9 mil pessoas das comunidades mais vulneráveis aos impactos da mudança do clima, no que diz respeito ao acesso à água.


“Dos 35 previstos, já instalamos 23 sistemas e 12 estão em processo de implantação, com prazo de conclusão para final desse ano” frisa Dilma Lucas, coordenadora Estadual do PAD no RN, destacando que a equipe do programa também atende diariamente as comunidades para manter o funcionamento dos sistemas. Dilma destaca que o Estado Rio Grande do Norte, onde o PAD é executado desde 2011, é referência na implementação das ações do programa.


“Uma ação importantíssima e fruto de muita articulação da Governadora foi a formalização de um novo convênio, no valor no valor de R$ 32 milhões que prevê a instalação de 60 dessalinizadores movidos à energia solar. Isso significa água de qualidade com menor custo no semiárido” ressalta o secretário João Maria.


O valor total do convênio em vigência entre o Governo do RN e MDR é de R$ 24 milhões. Ele tem o objetivo de estabelecer o acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, por meio da implantação/recuperação de sistemas de dessalinização em comunidades difusas de municípios do semiárido com baixo Índice de Condição de Acesso à Água (ICAA).



*Por: ASSECOM-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial