17 de jun. de 2018

Atentado no Afeganistão mata 20, autoria é atribuída ao Estado Islâmico



Pelo menos 20 pessoas morreram e outras 16 ficaram feridas neste sábado em um atentado terrorista contra um grupo de talibãs e civis reunidos na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, em função do cessar-fogo desse grupo insurgente e o governo do país por ocasião do final do Ramadã.

"Um insurgente suicida que estava a pé detonou os explosivos que carregava perto de um grupo de talibãs e civis que tinham se reunido para comemorar o cessar-fogo", disse à Agência Efe o porta-voz do governador da província, Attaullah Khogyanai.

De acordo com ele, os feridos - muitos deles em estado crítico - foram levados a hospitais do distrito de Ghani Khil e da capital provincial, Jalalabad.

Pouco depois, um comunicado divulgado no aplicativo de mensagens Telegram pela agência de notícias "Amaq", ligada ao grupo jihadista, informou que uma "operação de martírio atingiu um grupo dos membros das forças de segurança afegãs e do movimento talibã em Jalalabad, em Nangarhar". A autenticidade da mensagem ainda não foi confirmada.

As autoridades afegãs permitiram hoje a entrada de milhares de talibãs em áreas controladas pelo governo devido ao cessar-fogo, que coincide desde ontem com uma trégua similar anunciada unilateralmente na semana passada pelo presidente afegão, Ashraf Gani.

Nangarhar é considerado um reduto do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) desde que este passou a ampliar suas ações no país, em 2015. 



*Por: Agencia EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *