Bahia empata com São Paulo na Arena Fonte Nova, confira o resumo das partidas

Arena Fonte Nova recebeu grande número de torcedores, que viram um empate do São Paulo contra o Bahia aos 49 minutos do segundo tempo. (Foto: Divulgação/EC Bahia)
O Bahia quase tirou a invencibilidade do São Paulo, mas gol de Shaylon aos 49 do segundo tempo deixou a partida empatada em 2 a 2, na Arena Fonte Nova. 

O jogo teve emoção e quatro gols. Um duelo aberto, com espaços aproveitados à base da correria. Entre os tricolores, o paulista teve dificuldade para transformar seu domínio em gol, e o baiano pouquíssimo apetite para definir o placar quando o rival se abriu.

A partida também ficou marcada pelo alto número de cartões amarelos, foram oito no total, sendo cinco para os donos da casa e três para o tricolor paulista. Os dois gols do Bahia vieram do craque Edigar Junio, pelo São Paulo marcaram Tréllez e Shaylon.

Com o resultado, o Bahia tem cinco pontos e está na 16ª posição da tabela, o São Paulo está em 10º com sete pontos.

Chapecoense e Flamengo

Saldo de gols manteve o Flamengo na liderança, apesar da derrota para a Chapecoense. (Foto: Divulgação/Flamengo)

Em um jogo de baixo nível técnico, porém, muito movimentado, a Chapecoense venceu o líder Flamengo por 3 a 2, na Arena Condá. Essa foi a primeira vitória do time catarinense no Brasileiro. 

O Rubro-Negro, que optou por um time misto, pagou o preço e perdeu a invencibilidade. Canteros, Guilherme (pênalti) e Leandro Pereira marcaram para o time da casa. Guerrero e Vinícius Jr. descontaram.

A partida teve cinco cartões amarelos, sendo dois para a Chapecoense e três para o Flamengo. Na tabela o Flamengo permanece na liderança graças ao saldo de gols, uma vez que Corinthians e Atlético-MG, que venceram suas partidas, estão com os mesmos 10 pontos do Rubro-Negro carioca.

Corinthians e Palmeiras

A comemoração de Rodriguinho, autor do gol da vitória do Timão. (Foto: Marcos Ribolli)

O Corinthians venceu clássico contra o Palmeiras por 1 a 0, diante de sua torcida em Itaquera. Esse foi o quarto encontro dos clubes em 2018, o terceiro com vitória do Timão, que conquistou o Campeonato Paulista batendo o rival nos pênaltis, na arena alviverde, em jogo marcado por muita reclamação palmeirense e que segue nos tribunais. 

Rodriguinho foi o autor do gol da vitória, o terceiro dele contra o Palmeiras este ano. Com a vitória, o Corinthians chegou aos 10 pontos, mesmo número de pontos do líder Flamengo e do terceiro colocado Atlético-MG, o Rubro-Negro carioca leva a melhor no saldo de gols.

A partida também foi marcada pelo número alto de cartões amarelos, cinco no total. Dois para o Palmeiras e três para o Corinthians.

Vasco e Vitória

Vasco perde em São Januário para o Vitória da Bahia. (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

O Vasco teve mais volume de jogo, porém, não criou chances claras de gol no primeiro tempo. O Vitória marcou em cima, e após falha de Desábato, que errou o passe para Martín Silva, a bola sobrou para André Lima, que não perdoou. O Vasco teve a oportunidade de empatar durante cobrança de pênalti, mas Ríos perdeu. Um novo pênalti foi marcado em favor do time carioca, que dessa vez converteu com cobrança exitosa do Pikachu.

No segundo tempo, o Vasco continuou com mais posse de bola e conseguiu realizar mais finalizações que o Vitória. O time de Zé Ricardo atacou muito, mas acabou abrindo espaços. O Rubro-Negro baiano, ficou mais recuado na fase final do jogo, aproveitando os contra-ataques, o que deu muito certo. 

As substituições realizadas pelo técnico Vagner Mancini ajudaram o Vitória, o segundo gol da equipe baiana veio da jogada de Lucas Fernandes, que recebeu livre pela esquerda colocando a bola no fundo do gol do time carioca. O terceiro e último gol do Vitória veio de um erro de Werley, que marcou contra após lance de Denilson.

Foi aí, já no finalzinho da partida que o Vasco passou a pressionar mais e conseguiu diminuir com Ríos. Essa foi a primeira conquista do Vitória no Brasileiro, o clube está na Zona de Rebaixamento na 17ª posição, com apenas quatro pontos.

O Vasco tem sete pontos e está em sexto lugar no Brasileiro. A partida teve cinco cartões amarelos, sendo dois para o Vasco e três para o Vitória.

Atlético-PR e Atlético-MG

A comemoração de Roger Guedes, um dos autores dos dois gols que deram vitória ao Atlético-MG. (Foto: Agência Estado)

O duelo de Atléticos foi bastante movimentado e com dois tempos distintos. Os torcedores que foram à Arena da Baixada receberam um grande jogo. O Atlético-PR dominou totalmente o primeiro tempo, pressionando e marcando tempo todo, abriu o placar com gol de Pablo, em cabeçada após cobrança de escanteio.

O técnico do Atlético-MG, Thiago Larghi, fez duas alterações ainda no primeiro tempo, colocando Elias e Cazares. A alteração surtiu efeito e fez o clube voltar melhor no segundo tempo. Em uma surpreendente virada, com gols de Bremer e Róger Guedes, ambos de cabeça, o time alvinegro ganhou o confronto e garantiu três pontos que colocaram o time na terceira colocação do Brasileiro, com 10 pontos, o mesmo número de pontos do Flamengo (líder) e Corinthians (vice-líder), beneficiados pelo critério de desempate pelo saldo de gols.

A partida teve quatro cartões amarelos, dois para cada lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial