18 de abr. de 2018

Prisão domiciliar de Paulo Maluf entra na pauta de hoje do STF

Paulo Maluf precisou de auxílio para embarcar do aeroporto de Brasília para São Paulo, onde está internado desde o dia 6 de abril. (Foto: TV Globo/Reprodução)
Está marcada para hoje (18) a sessão do plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), para decidir se mantém ou não a prisão domiciliar concedida no início de abril pelo ministro Dias Toffoli ao deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP).

Além de decidir se mantém Maluf em prisão domiciliar, o pleno do STF decidirá se dá à defesa o direito de apresentar um novo recurso contra a condenação imposta ao parlamentar.

Paulo Maluf foi condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão em maio do ano passado pelo STF por lavagem de dinheiro. A defesa entrou com o primeiro recurso contra a condenação em outubro e foi rejeitado pela Corte.

Um segundo recurso foi rejeitado pelo relator do processo, ministro Edson Fachin, em dezembro, na ocasião Fachin determinou que Paulo Maluf começasse a cumprir sua pena, o que veio acontecer. Maluf foi preso e encaminhado ao Presídio da Papuda, em Brasília.

Porém, no dia 5 de abril, Maluf foi beneficiado com uma liminar (provisória) permitindo que ficasse em casa, em razão do estado grave de saúde, segundo os advogados.

Um dia antes de receber a liminar, Maluf chegou a ficar internado em um hospital de Brasília, mas logo foi transferido para o Sírio-Libanês, em São Paulo, onde está internado desde o dia 6 de abril. De acordo com o último boletim médico divulgado pelo hospital na sexta (13), Maluf apresenta 'múltiplas metástases' ósseas.

Caso o STF decida pela revogação da liminar que mantém Maluf em prisão domiciliar, mas concedam o direito da defesa de apresentar mais um recurso na Corte, o deputado afastado poderá aguardar a decisão em liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br