23 de fev. de 2021

Mais de 90% dos doentes internados nas UTIs do RN usaram Ivermectina, afirma infectologista

Marise Reis é professora da UFRN, médica infectologista e integra o Comitê Científico do RN. (Foto: Reprodução/InterTV Cabugi)

Durante entrevista ao vivo no 'Bom Dia RN', InterTV Cabugi, a professora da UFRN e médica infectologista, Marise Reis, afirmou que mais de 90% dos pacientes internados nas UTIs com COVID-19 no Rio Grande do Norte tomaram Ivermectina contra a doença. "Mais de 90% dos doentes que estão internados nas nossas UTIs fizeram uso de ivermectina. Então significa que ela não é capaz de fazer o que se promete", alertou a especialista.

Marise foi enfática ao criticar e condenar o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB) por incentivar um medicamento sem eficácia para COVID-19. “Essa defesa nesse momento é um acinte. É um acinte ao conhecimento médico, ao conhecimento científico. É inaceitável", disse.

A infectologista alertou ainda, que devido a essa fantasiosa defesa do uso da Ivermectina, a população é a mais prejudicada, uma vez que acredita estar protegida por um medicamento que não protege contra a doença. “Não adianta a população, as pessoas, se esconderem por trás de um comprimido de ivermectina, achando que ele vai te proteger. Não vai. A literatura já é clara em relação a isso. Não há evidências de que esse medicamento protege contra a Covid. Então, o apelo que nós fazemos é: não tome remédio e saia por aí achando que você não vai adoecer", alertou.

A farmacêutica Merck, responsável pela fabricação da Ivermectina, já anunciou que o seu medicamento não tem comprovação em estudos realizados por seus cientistas contra o coronavírus. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), também já condenou a prescrição da Ivermectina e de outros medicamentos sem eficácia comprovada como "tratamento precoce" para COVID-19.

A infectologista Marise Reis, apelou para o bom censo e paciência das pessoas para vencermos a crise instalada pela disseminação acelerada da doença no Estado. “As pessoas precisam entender que se nós tivermos paciência, nós conseguiremos vencer a Covid. Para isso, nós precisamos evitar aglomerações. Não sair. Não tem jeito. Não dá pra fazer reuniões de amigo, jantares, pequenos eventos. Não importa o tamanho do evento. As pessoas estão se contaminando aí”, explicou.

Marise encerrou a entrevista defendendo as vacinas como a única arma cientificamente comprovada para controlar a doença.

Assista ao vídeo abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

+ LIDAS

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br