20 janeiro 2021

Primeiro dia de vacinação contra a COVID-19 em Natal é registrado por cargos comissionados da prefeitura furando fila

A 'furada de fila' de um cargo comissionado da Prefeitura do Natal repercute negativamente e causa revolta na população. (Foto: Reprodução/Instagram)

O primeiro dia de vacinação contra a COVID-19 em Natal, foi tomado por diversas denúncias de cargos comissionados em cargos não ligados à saúde e que não estão na linha de frente ao enfrentamento do coronavírus, foram imunizados nesta quarta-feira (20).

Exemplo de Brunno Correa, chefe do setor de informática da Secretaria de Assistência Social (SEMTAS), foi imunizado com uma dose da CoronaVac, mesmo não possuindo vínculo com a saúde e nem estar trabalhando na linha de frente no combate ao coronavírus. O comissionado ainda fez questão de postar em seu perfil no Instagram, uma foto do momento em que era imunizado e ainda marcou o perfil do prefeito Álvaro Dias (PSDB), a postagem logo foi apagada após a mesma correr nos principais sites e blogs de notícias e ser destaque na edição do RNTV primeira edição, na InterTV Cabugi.

Esse não foi o único caso, outros cargos comissionados também foram imunizados, mesmo não se enquadrando nos requisitos do Plano Nacional de Imunização (PNI) e o próprio Plano desenvolvido pelo município. O Sindicato dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat), denunciou o absurdo dos "fura fila" e que denuncias chegaram ao conhecimento do sindicato, que encaminhou ao Ministério Público.

Natal recebeu apenas 12.235 doses da CoronaVac, bem abaixo do número esperado, obrigando o município à priorizar apenas os profissionais da saúde que estão trabalhando na linha de frente no combate a doença, além de idosos que estão morando em abrigos. Para receber a dose, o profissional é obrigado à apresentar uma declaração de vínculo de trabalho assinada pelo diretor da unidade de saúde em que o mesmo esteja lotado, seja público ou privado, além da escala de trabalho e documento com foto.

Em nota, a Prefeitura do Natal afirmou que os cargos comissionados que foram imunizados integravam equipes de voluntários envolvidos diretamente na campanha de vacinação, e que, uma recomendação do Ministério da Saúde autorizava a imunização dos mesmos. A prefeitura afirmou ainda, que foi um equívoco a aplicação das doses e que a partir de agora será terminantemente suspensa. 

Veja abaixo a publicação do chefe do setor de informática da SEMTAS e que foi apagada pelo mesmo após a repercussão do caso:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

+ LIDAS

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br