Putin anuncia o registro da primeira vacina contra a Covid-19 no mundo, cientistas estrangeiros se mostram preocupados sobre eficácia

Ao anunciar registro da primeira vacina contra a Covid-19, Vladimir Putin afirmou que uma de suas filhas foi imunizada com a vacina. (Foto: Alexey Druzhinn/Sputnik/AFP/CP)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta terça-feira (11) o registro daquela que é a primeira vacina contra a Covid-19 no mundo. Putin garante que a vacina possui imunidade duradoura, apesar do seu desenvolvimento ser coberta de mistérios e tempo recorde de sua conclusão, todo o processo durou cerca de dois meses.


O anúncio foi feito durante uma videoconferência de Putin com integrantes do governo russo e que foi transmitida pela televisão. Com a desconfiança do mundo científico sobre a eficácia da vacina russa, o presidente afirmou que uma de suas filhas foi imunizada com a vacina e teria apresentado apenas um quadro leve de febre.


Cientistas estrangeiros se mostram preocupados com a rapidez em que a vacina foi produzida. A OMS (Organização Mundial da Saúde) pede respeito as diretrizes estabelecidas e que a Rússia seguisse todos os estágios necessários para o desenvolvimento da vacina, que segundo os poucos dados revelados estaria apenas na primeira fase de testes, enquanto são necessárias três fases de testes para se comprovar a eficácia da vacina contra uma doença.


O Ministério da Saúde da Rússia prevê o início de uma vacinação em massa de sua população a partir de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial