Após ter dois gols anulados, Fluminense vence o Athletico-PR com gol contra de Aguilar

A comemoração de um dos dois gols anulados do Fluminense, o Tricolor venceu com gol contra do Athletico Paranaense. (Foto: Mailson Santana/FFC)

Na Arena da Baixada, o Athletico Paranaense recebeu o Fluminense, em partida que abriu a quinta rodada do Campeonato Brasileiro, neste sábado (22). Com gol contra de Aguilar, o Tricolor carioca, que teve dois gols anulados, acabou aplicando a terceira derrota seguida aos donos da casa.

O primeiro tempo foram três gols, mas apenas um, o único da partida foi o que valeu. Em campo, o Fluminense jogou bem e se adaptou às mudanças realizadas pelo técnico Odair Hellmann, enquanto o Furacão trouxe o retorno de Walter, primeira vez escalado desde que chegou ao clube em 12 de maio. Até os 12 minutos, foi de pressão absoluta do Tricolor, foi a partir daí que os donos da casa começaram a ter mais posse de bola e a trocar passes em busca de espaço. Aos 24, em cruzamento de Egídio pela esquerda, Digão conseguiu cabecear na entrada da pequena área, Santos fez ótima defesa, mas Luccas Claro, no rebote, empurrou para o fundo das redes, colocando o Fluminense na frente, mas na sequência o árbitro é chamado para rever o lance pelo VAR, aos 28 é decretado a anulação do gol. O árbitro Daniel Nobre Bins, apontou uma carga de Digão nas costas do jogador do Athletico antes da cabeçada. Aos 32, o Furacão tentou chegar com Vitinho, mas foi barrado em grande defesa do Muriel. Aos 37, o segundo gol anulado do Fluminense. Em falta cobrada para dentro da área por Ganso, Luccas Claro de cabeça, manda para ótima defesa de Santos, no rebote, Michel Araújo empurra para o fundo das redes, mas árbitro anulou o lance porque Luccas Claro estava impedido na origem da jogada. A anulação foi confirmada pelo VAR. Aos 48, Michel Araújo enfiou excelente bola para Yuri Lima, que foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, na tentativa de afastar, Aguilar acabou empurrando contra o próprio gol.

Na etapa final, o Athletico iniciou com ataque, mas o lance estava impedido. Outro impedimento veio aos 3 minutos, mas esse cometido pelo Fluminense. Em excelente jogada pela direita, Ganso enfiou a bola para Michel Araújo, que rolou para trás na direção de Marcos Paulo, que sozinho na marca do pênalti, chutou por cima longe do gol. Aos 23, Fluminense chegou com perigo pela esquerda, Yuri recebeu a bola rolada na entrada da área e chutou de primeira, mas a finalização não saiu tão forte, mesmos assim, Santos teve dificuldade e defendeu em dois tempos. Aos 41, o Furacão teve boa oportunidade em cruzamento pela esquerda, Muriel saiu do gol e deu um tapa na bola, Geuvânio pegou o rebote e bateu de primeira com a perna direita, mas Muriel, ainda ajoelhado no chão, esticou o braço direito e salvou o Fluminense. Muriel voltou a salvar o Tricolor de levar o empate quatro minutos depois. Em novo cruzamento do Furacão pela esquerda, Lucho subiu completamente sozinho e de cabeça mandou no canto, mas Muriel se esticou por completo e tocou na bola, que explodiu no travessão, sendo tirada pela defesa na sequência.

A vitória deixou o Fluminense com sete pontos e temporariamente na sexta colocação do Brasileiro, enquanto o Athletico tem seis pontos e caiu para a sétima posição. Na sexta rodada, o Tricolor encara o Vasco no Maracanã, no próximo sábado (29), às 19h. O Athletico Paranaense joga partida antecipada da décima primeira rodada contra o São Paulo, às 19h, da próxima quarta-feira (26) no Morumbi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial