Para acomodar o 'Centrão', Bolsonaro recria Ministério das Comunicações e Fábio Faria é anunciado como ministro

Fábio Faria acompanhado da esposa, a apresentadora Patricia Abravanel, dos sogros Silvio Santos e Íris Abravanel, em jantar com o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama Michele Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Na escalada para acomodar os partidos do "Centrão", o presidente Jair Bolsonaro, anunciou nesta quarta-feira (10) em seu Facebook, que vai recriar o Ministério das Comunicações, pasta extinta por ele mesmo no início de seu governo.

Bolsonaro já escolheu quem vai comandar a pasta, será o deputado federal pelo PSD do Rio Grande do Norte, Fábio Faria, filho do ex-governador Robinson Faria. O futuro ministro das Comunicações é casado com a apresentadora Patricia Abravanel, filha do apresentador e empresário Silvio Santos.

A recriação do Ministério se deu através de uma MP (Medida Provisória), desmembrando a pasta do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que possui o ex-astronauta Marcos Pontes. 

O presidente tem acomodado os partidos ligados ao Centrão, como forma de apoio em votações e para barrar um possível processo de impeachment na Câmara dos Deputados. O Centrão, era até ontem duramente criticado por Bolsonaro, que durante sua campanha chamou os partidos integrantes do bloco de "velha política" e que em seu governo não iria ter o famoso toma lá dá cá, que é a troca de votos por cargos e praticado pelo bloco.

Fábio Faria será o segundo ministro norte-riograndense no governo Bolsonaro, o primeiro foi o ex-deputado federal Rogério Marinho, que comanda o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial