'Acabou o amor; Bolsonaro traidor’, gritam policiais em protesto contra reforma da previdência

Ao que parece o amor ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) acabou, ao menos foi isso que gritou representantes da Polícia Federal, em protesto dentro do Salão Verde da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2).

Além do grito de 'acabou o amor', os policiais chamaram o presidente de traidor. O protesto, que além de policiais federais, contou com a participação de outros agentes ligados à segurança pública como policiais civis e guardas municipais, que cobram do governo regras de transição mais suaves para forças que atuam na segurança pública na proposta da reforma da previdência.

O relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB) decidiu não acatar emendas que igualaria benefícios de policiais civis, federais, militares, bombeiros, agentes penitenciários e demais carreiras da segurança aos dos militares, o que foi amplamente defendido pelo governo, gerando a insatisfação.

Apesar da ordem do governo, a bancada do PSL, partido de Bolsonaro e que conta com 54 deputados, sendo 22 deles representantes da área de segurança, ameaçam não votar favoráveis ao projeto encaminhado pelo governo à Câmara dos Deputados.

Assista ao vídeo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial