25 de jan. de 2021

Lewandowski autoriza abertura de inquérito para investigar conduta de Eduardo Pazuello em colapso no Amazonas



O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, terá a sua conduta frente ao colapso no sistema de saúde do Amazonas durante a pandemia do coronavírus, onde pacientes chegaram a morrer devido a falta de oxigênio nas unidades hospitalares do Estado. A decisão foi tomada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski autorizou nesta segunda-feira (25).

Com a decisão, Pazuello é formalmente investigado no Supremo. O depoimento do ministro da Saúde na Polícia Federal deve acontecer em até cinco dias, após a sua intimação, ele poderá escolher o dia, hora e local da tomada do depoimento.

Na condição de investigado, Pazuello terá que apresentar ações efetivamente adotadas em relação ao estado da saúde pública de Manaus. A Procuradoria-Geral da República, terá prazo inicial de 60 dias para investigar o ministro da Saúde.

O pedido de investigação do ministro Pazuello chegou ao STF no sábado (23), à pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, que levou em consideração apuração preliminar feita pela própria PGR e em representação do partido Cidadania.

Lewandowski, que já responde no Supremo por outros temas ligados a pandemia, foi designado pela ministra e vice-presidente do STF, Rosa Weber, que responde o plantão judiciário durante o recesso.

O Ministério da Saúde afirmou que só vai se pronunciar, após o ministro Eduardo Pazuello ser notificado oficialmente da decisão. Pazuello, está em Manaus, sua ida à capital do Amazonas aconteceu logo após o envio do pedido de investigação feito pela PGR ao STF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

+ LIDAS

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br