Corpo de Bombeiros emite nota de repúdio após integrante do 'Bombeiro Mirim" ser baleado em Natal



O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, emitiu nota de repúdio no caso do Bombeiro Mirim voluntário, Luan Thales da Silva, 19 anos, baleado na cabeça durante um assalto na Avenida Bernardo Vieira, no trecho entre a Avenida Jaguarari e Tororós, em Natal.

De acordo com a nota, Luan estava em direção ao Quartel da Corporação, na Tororós, quando tentou fugir de um assalto e foi baleado na cabeça pelos bandidos, o crime aconteceu por volta das 7h20 da manhã. Existe a possibilidade do jovem ter sido confundido com um policial militar devido ao fardamento, mas isso ainda não foi confirmado oficialmente.

Luan Thales foi encaminhado ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, onde passou por uma cirurgia e permanece internado em estado grave e aguardando por um leito na UTI do Walfredo Gurgel.

Os autores do disparo que atingiu a cabeça de Luan Thales, fugiram do local em uma motocicleta, a polícia ainda não tem informações sobre os bandidos.

Veja a nota de repúdio do Corpo de Bombeiros na íntegra:

Nota de Repúdio

O Corpo de Bombeiros também lamentou a violência sofrida pelo jovem Thales. Abaixo, leia a íntegra da nota de repúdio divulgada pela corporação.

Hoje tivemos a triste notícia de que o Bombeiro Mirim, Luan THALES foi baleado na cabeça por meliantes quando se dirigia ao Quartel da Corporação na Rua Tororós, aqui em Natal. O Corpo de Bombeiros Militar tem o programa social Bombeiro Mirim que busca salvar os jovens de 12 anos ou mais, das drogas, das ruas, da marginalização, e dar novas oportunidades de aprendizagem, transformando esses jovens em cidadãos do bem.

O Programa Bombeiro Mirim é uma iniciativa de sucesso, existindo desde o ano de 1989 e tem como objetivo orientar e instruir corretamente as crianças, além de proporcionar uma maior integração entre a corporação, a escola, a família e a comunidade. O jovem Luan THALES era um exemplo.

Até quando as pessoas de bem, serão prisioneiras do medo da violência?

Como ficam emocionalmente as pessoas que sobrevivem aos atos de VIOLÊNCIA URBANA? E os familiares daqueles que não têm a mesma sorte de sobreviverem?

Conclamamos uma união de forças e energias, em prol de um BASTA a todo e qualquer tipo de VIOLÊNCIA.

Vamos buscar um mundo melhor, mais justo, sem fome, sem violência, sem corrupção e com muito mais AMOR e SOLIDARIEDADE.

Nossa solidariedade ao nosso “Gurerrerinho” e o desejo de pronta recuperação, assim como, aos que de alguma forma vêm sofrendo dos males causados pela violência.

Vamos compartilhar o NOSSO REPÚDIO À VIOLÊNCIA no Rio Grande do Norte, no Brasil e no Mundo.

Coronel BM Monteiro

Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial