16 de abr. de 2018

Chuva de meteoros Líridas ocorre até o dia 30 e será mais visível no Norte e Nordeste do Brasil

Pico será no domingo (22), com passagem de 10 a 20 meteoros por hora. (Foto: Fatma Selma Kocabas Aydin/Anadolu Agency/AFP/Arquivo)
A chuva de meteoros Líridas, que se originou dos detritos do cometa Thatcher (C/1861 G1), acontece toda segunda quinzena de abril. As atividades, segundo o Insitutto Exoss Citizen Science, ocorrem até o dia 30 deste mês, com um pico no próximo domingo (22).

Nesse período mais intenso, serão de 10 a 20 meteoros por hora - uma média de 18 nas últimas passagens. Os observadores do Exoss dizem, no entanto, que essa chuva é mais visível no hemisfério Norte. Por isso, as regiões Norte e Nordeste do Brasil poderão ver melhor o fenômeno.

O melhor horário para observação é após a meia-noite e pouco antes do amanhecer. Fragmentos da líridas podem penetrar na atmosfera – sem qualquer risco – e provocar um brilho intenso, o que pode parecer com uma "bola de fogo".

O Insitituto Exoss Citizen Science é uma organização sem fins lucrativos que busca estudar meteoros e bólidos, suas origens e características. Participam astrônomos e amadores das observações do grupo. Entre os parceiros, estão a Sociedade Americana de Meteoros e a Organização Internacional de Meteoros.

Essas organizações registram esses fenômenos com a ajuda de colaboradores. Segundo uma ferramenta criada pelo Instituto, apenas em 2017 foram mais de 26 mil relaros de meteoros. No Brasil, foram 355.



*Por: Carolina Dantas, G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

CONTATOS

Sede: Rua Tarauca, 240 – Conjunto Santarém – Potengi – Natal – RN – Cep. 59124-550

Redação e Comercial: (84) 98177-1709 - contato@rodrigoklyngerr.com.br