Candidata laranja do PSL confirma desvio de dinheiro em eleições

Zuleide Oliveira, então candidata do PSL à deputada estadual, com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, acusado por ela de tramar candidatura laranja. (Foto: Reprodução)
A candidata à deputada estadual pelo PSL de Minas Gerais, Zuleide Oliveira, confirmou em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", que foi usada como laranja pelo atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, nas eleições de 2018.

De acordo com Zuleide, sua candidatura serviu para desviar dinheiro público de campanha e que o esquema era comandado pelo ministro do governo Bolsonaro. À reportagem, Zuleide Oliveira, que é uma das investigadas no esquema que ficou conhecido como "Laranjal do PSL", forneceu protocolo com denúncia ao TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais), protocolado em 19 de setembro de 2018, onde ela revela o esquema da candidatura laranja.

Na denúncia ao TRE-MG, Zuleide Oliveira, afirma que foi convidada à integrar nas eleições pela cota destinada à mulheres e que o partido cuidou de todo o seu registro (incluído à emissão das certidões obrigatórias), além do controle das contas bancárias destinadas à sua candidatura. Segundo Zuleide, na ocasião ela assinou uma solicitação requerendo ao diretório nacional do PSL, que na época era presidido pelo ex-ministro Gustavo Bebianno, a verba destinada para levar sua candidatura em frente.

À Folha, Zuleide garante que tinha promessas para a indicação de cargos comissionados, tudo garantido pelo ministro do Turismo e por um assessor identificado na denúncia por, Jandir Vieira. Consta ainda, que Zuleide dispõe de documentos que comprovam o teor de sua denúncia e que ela solicitava que a mesma fosse mantida em sigilo por temer represálias.

A candidatura de Zuleide Oliveira, foi indeferida pelo TRE-MG, por se enquadrar na Lei da Ficha Limpa. Na reportagem, a então candidata disse que era de conhecimento do partido que existia a possibilidade do indeferimento, mas que o partido manteve o convite.

O ministro Marcelo Álvaro Antônio, através de uma nota, limitou-se a negar as acusações. 

Confira abaixo a denúncia de Zuleide Oliveira ao TRE-MG


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial