Decisão sobre cassação de Paulo Maluf é adiada pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados

Maluf chegou a ser preso em dezembro do ano passado, mas em março de 2018 deixou a cadeia para cumprir pena domiciliar. (Foto: Adriano Machado/Reuters)
O deputado federal afastado, Paulo Maluf (PP-SP), ganhou um respiro nesta quarta-feira (8) após a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu adiar a apreciação do pedido de cassação do seu mandato.

O adiamento aconteceu após os deputados e membros da Mesa, André Fufuca (PP-MA) e Fábio Ramalho (MDB-MG) pediram vista do processo, quando se pede mais tempo para analisar o caso. Os parlamentares alegaram ainda, que o adiamento dará mais tempo para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), buscar informações sobre o processo no STF (Supremo Tribunal Federal).

Acusado pelo Ministério Público Federal de usar contas no exterior para lavar dinheiro desviado da Prefeitura de São Paulo quando foi prefeito da capital, de 1993 a 1996, Maluf foi condenado pela primeira turma do STF a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro em maio do ano passado.

Em dezembro de 2017, Maluf foi preso, mas em março de 2018 obteve, por motivos de saúde, autorização para deixar a cadeia e cumprir pena domiciliar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial