Candidatura de Lula à Presidência já conta com contestações no TSE

Candidatura de Lula já conta com três pedidos de contestação no TSE. (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Registrada no final da tarde desta quarta-feira (15) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), à Presidência da República, já possui contestações na Corte Eleitoral.

A principal delas foi protocolada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e será analisada pelo relator, ministro Luis Roberto Barroso. Dodge alega entre outras coisas, que Lula está inelegível após ter sido condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), a 12 anos e 1 mês, no processo da Lava Jato no caso do triplex do Guarujá, o que culminou na prisão do ex-presidente no dia 7 de abril deste ano.

Raquel Dodge anexou ainda, a certidão emitida pelo TRF-4 que confirma a condenação de Lula, tudo para reforçar a sua tese e assim barrar a candidatura do petista. A procuradora pede ainda, que o TSE proíba a participação do ex-presidente no pleito "sub judice", evitando o uso de recursos públicos que serão utilizados na campanha presidencial.

Outros dois pedidos que contestam a candidatura de Lula e serão analisados pelo ministro Admar Gonzaga, foram protocolados por Kim Kataguiri do MBL (Movimento Brasil Livre) e pelo ator Alexandre Frota.

Ainda não há uma data para que os pedidos sejam analisados pelos ministros, mas devem acontecer o mais breve possível. Caso a candidatura de Lula seja impugnada, o ex-presidente poderá recorrer no próprio TSE ou no STF (Supremo Tribunal Federal).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial