Juiz federal concede liberdade ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves

Henrique Alves ficou 11 meses preso na carceragem da Academia de Policia Militar, em Natal, e desde 3 de maio passou a cumprir prisão domiciliar. (Foto: Pedro Vitorino)
O juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal de Natal, concedeu nesta sexta-feira (13) liberdade provisória ao ex-deputado federal e ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB), que estava em prisão domiciliar após deixar a prisão militar, onde passou 11 meses preso devido a deflagração da 'Operação Manus'.

Com a decisão, Henrique Alves passa a responder o processo em liberdade e poderá se locomover pelo Estado/país sem que seja considerado foragido. O ex-político (segundo sua defesa ele encerrou a vida política), é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em investigação de desvios na construção do estádio Arena das Dunas, utilizado na Copa do Mundo de 2014 quando a capital potiguar foi uma das cidades-sede. A absolvição de Henrique é tida como certa pela defesa do ex-quase tudo.

Henrique Alves também é investigado na 'Operação Sépsis', que investiga sua participação em desvios no Fundo de Investimentos do FGTS. Neste processo, o ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (MDB) também está envolvido na ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial