Em resposta à CBF, FIFA recusa fornecer áudio e vídeo de jogo de estreia do Brasil contra Suíça

FIFA responde questionamentos da CBF sobre arbitragem de vídeo na estreia do Brasil contra Suíça. (Foto: FIFA)
Em resposta à queixa da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sobre à não utilização do VAR (sigla em inglês para árbitro de vídeo), a FIFA informou que vai ceder o áudio das conversas entre os árbitros e nem as imagens do jogo entre Brasil e Suíça, na estreia da Copa da Rússia no último domingo (17).

A FIFA também voltou a defender as atuações do árbitro de campo, o mexicano Cesar Ramos, e o de vídeo, reiterando que todos os lances foram avaliados pelo VAR e repassados ao mexicano em campo que validou ao dar continuidade ao jogo.

O VAR também voltou a ser avaliado como positivo pela FIFA e que o sistema foi criado não para resolver 100% dos casos polêmicos, mas para ser utilizado especialmente em um erro claro da arbitragem.

Sobre não ceder o áudio das conversas, bem como as imagens, a FIFA alegou que uma divulgação comprometeria o trabalho da arbitragem e a privacidade das comunicações entre os juízes. Com isso, a entidade espera colocar um fim nos questionamentos da CBF e deixando claro que não tolera interferências das seleções nos procedimentos de sua arbitragem.

A CBF limitou-se a dizer, que a iniciativa cumpriu seu papel, ao exigir que a FIFA avalie seus procedimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial