Culpado por óleo 'está no radar', diz Bolsonaro sobre manchas em praias nordestinas

132 localidades, em 61 municípios dos 9 Estados do Nordeste foram atingidas pelas manchas de óleo, o RN é o mais afetado da região. (Foto: Reprodução/TV Globo)
O presidente Jair Bolsonaro, disse que o óleo que avança sobre as praias do Nordeste não é produzido nem comercializado no Brasil, confirmando análise realizada pelo Ibama e por órgãos de fiscalização dos estados afetados. As análises ocorrem desde 2 de setembro e continuam sendo feitas.

Segundo Bolsonaro, trata-se de uma investigação “bastante complexa”. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o óleo já atingiu 132 localidades, em 61 municípios de 9 Estados do Nordeste.

O presidente afirmou ainda, que o aparecimento das manchas pode ter origem criminosa ou acidental e que há um país no radar, porém, Bolsonaro não quis falar o nome do país em questão aos jornalistas.

Sobre os impactos que esse desastre ambiental causará no turismo da região, o presidente foi enfático. “Se eu estivesse em viagem para lá, a gente não iria”, disse.

Outro dado divulgado por Bolsonaro, mas sem uma clareza, foi de que cerca de 140 navios fizeram o trajeto pela região, mas não disse em qual período.

As declarações do presidente Bolsonaro, foram dadas nesta segunda-feira (7) logo depois de uma longa reunião do presidente com ministros e comandantes das Forças Armadas, na sede do Ministério da Defesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial