Mancha Verde vence pela primeira vez o Carnaval de São Paulo

Mancha Verde contou a história da princesa africana Aqualtune, neta de Zumbi dos Palmares. Este é o primeiro título da escola. (Foto: Reprodução/TV Globo)
O carnaval de São Paulo tem sua nova campeã, a Mancha Verde, venceu pela primeira vez. A escola ligada à maior torcida organizada do Palmeiras, contou a história da princesa africana Aqualtune, que era neta de Zumbi dos Palmares.

A escola cantou e dançou na avenida sobre a escravidão, os direitos dos negros, mulheres e intolerância religiosa. O carnavalesco Jorge Freitas, que já teve passagens pela Gaviões da Fiel, Rosas de Ouro e Império de Casa Verde, foi festejado pelo vice-presidente da Mancha Verde, Rogério Carneiro. "Eu tenho muito orgulho de fazer parte da Mancha, essa vitória é de todos nós, principalmente do Jorge, que veio somar à escola", disse.

O enredo foi dado pelo presidente da escola, Paulo Serdan, ao carnavalesco. Em 2017, a Mancha Verde voltou ao Grupo Especial, sendo terceira colocada em 2018 e se consagrando com 270 pontos, como a grande campeã do carnaval paulista. A Mancha Verde contou com 3 mil componentes

Dragões da Real e Rosas de Ouro ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Acadêmicos do Tucuruvi e Vai-Vai foram rebaixadas para o grupo de acesso.

Veja abaixo o placar da apuração:

1º Mancha Verde - 270 pontos

2º Dragões da Real - 269,9 pontos

3º Rosas de Ouro - 269,9 pontos

4º Unidos de Vila Maria - 269,7 pontos

5º Império de Casa Verde - 269,7 pontos

6º Águia de Ouro - 269, 6 pontos

7º Acadêmicos do Tatuapé - 269,5 pontos

8º Mocidade Alegre - 269,5 pontos

9º Gaviões da Fiel - 269,5 pontos

10º X-9 Paulistana - 269,5 pontos

11º Colorado do Brás - 269,3 pontos

12º Tom Maior - 269,2 pontos

13º Acadêmicos do Tucuruvi - 269,2 pontos

14º Vai-Vai - 268,8 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial