Bolsonaro recebe críticas de apoiadores e de opositores por postar conteúdo pornográfico no Twitter



O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a "causar" nas redes sociais, ao postar um vídeo com conteúdo pornográfico para criticar os blocos de ruas que se espalham pelo Brasil, durante a folia de Momo.

No vídeo compartilhado por Bolsonaro, mostra homens dançando em cima de um ponto de táxi em um bloco de rua no carnaval paulistano, quando um deles coloca o dedo no ânus e se abaixa para o outro urinar nele.

"Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões (sic)", tuitou o presidente.

A ideia do presidente era claramente criticar o público LGBT, que realizou diversas manifestações contra Bolsonaro durante o Carnaval em todas as partes do país, porém, a não filtragem do presidente que se mostra mais atuante no Twitter do que na cadeira presidencial não foi bem recebida entre seus críticos e por seus mais fieis apoiadores, que fizeram inúmeras críticas ao mandatário da República.

O Twitter não proíbe a exibição com conteúdo adulto, mas horas após a publicação, o conteúdo que se iniciava automaticamente, passou a informar que o conteúdo possuía material sensível, o que obriga o usuário a clicar no post para poder assistir ao mesmo.

A nova polêmica não foi comentada pelo Palácio do Planalto e por nenhum dos filhos de Bolsonaro que sempre defendem e até mesmo interferem diretamente no governo do pai.

Veja abaixo a publicação pornográfica feita por Bolsonaro no Twitter:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial