Jornalista Ricardo Boechat morre em São Paulo após queda de helicóptero

Helicóptero que levava Ricardo Boechat partiu do heliponto da Band. (Foto: Reprodução)
Dia triste para todos nós, profissionais do jornalismo. Morreu aos 66 anos, o jornalista Ricardo Boechat, em trágico acidente de helicóptero, no final da manhã desta segunda-feira (11), em São Paulo.

O helicóptero em que o jornalista estava, caiu na rodovia Anhanguera, na capital paulista e colidiu contra um caminhão. O motorista do veículo foi socorrido com vida e apresentava ferimentos.

Além de Boechat, o piloto da aeronave também morreu no acidente. No momento ainda não há informações sobre as causas da queda da aeronave.

Trajetória

Ricardo Eugênio Boechat nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1952 – seu pai estava em missão diplomática no país vizinho. O jornalista iniciou sua carreira na década de 70, e já trabalhou em diversos veículos tradicionais do país, como o extinto Diário de Notícias, O Estado de S. Paulo, o Jornal do Brasil, a Rede Globo e a Rede Bandeirantes, onde atuava havia quase 15 anos. Na emissora paulista, ele apresentava o Jornal da Band, e comandava um programa matinal na rádio BandNews FM. O apresentador também mantinha uma coluna na revista Istoé.

Boechat foi três vezes vencedor do Prêmio Esso, uma das principais premiações da imprensa brasileira, e também era o recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se – o único a vencer em três categorias (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Seu legado também inclui o livro Copacabana Palace – Um hotel e sua história (DBA), lançado em 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial