Morre em São Paulo aos 78 anos, o jornalista Gil Gomes

Gil Gomes começou sua carreira na década de 60 no rádio e se tornou conhecido nacionalmente quando estreou em 1991 no policialesco Aqui Agora do SBT. (Foto: Acervo/SBT)
Morreu na manhã de hoje (16) aos 78 anos, o jornalista Gil Gomes, após passar mal em sua residência e ter sido socorrido por uma equipe do Samu e levado ao pronto-socorro do Hospital São Paulo. O jornalista que ficou nacionalmente conhecido ao cobrir a área policial no programa Aqui Agora do SBT, lutava desde 2005 contra o mal de Parkinson. 

Gil Gomes estreou na rádio na década de 60 e estreou na televisão em 1991, no SBT, comandando o Aqui Agora - programa jornalístico de reportagens históricas policiais, entrevistando criminosos nas delegacias e abordando vítimas em comunidades e regiões carentes

Destaque para duas reportagens de grande repercussão, a primeira foi quando Gil Gomes esteve na Casa de Detenção um mês após o “massacre do Carandirú” em 1992, mostrando os vestígios do local, e a segunda quando entrevistou pela primeira vez o Bandido da Luz Vermelha após sua saída da prisão 30 anos depois de sua condenação.

O jornalista era casado com Eliana Izzo e deixa cinco filhos, Flávia, Nathalie, Daniel, Vilma e Guilherme. O velório está marcado para começar às 14h na Capela Obelisco, na Vila Mariana e o sepultamento acontecerá amanhã (17), no Cemitério Memorial Vertical de Guarulhos, na Grande São Paulo, mas o horário ainda não foi divulgado.



*Reportagem atualizada às 14h02 desta terça-feira (16)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial