Cruzeiro vence o Palmeiras e sai na frente pela disputa de vaga na final da Copa do Brasil

Cruzeiro conquistou importante sobre o Palmeiras e sai com vantagem na disputa da vaga pela final. (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Se Flamengo e Corinthians ficaram no 0 a 0, a outra semifinal entre Palmeiras e Cruzeiro, na noite dessa quarta-feira (12), na Arena Palmeiras, o clube mineiro levou a melhor ao vencer por 1 a 0 e assim abrir vantagem na competição.

O primeiro tempo teve um Palmeiras pressionando o Cruzeiro e, logo aos três minutos, em jogada de Borja, o goleiro Fábio teve que realizar um verdadeiro milagre. Mas, no lance seguinte, foi a vez do time de Mano Menezes ser implacável. Robinho avançou pela direita, fez ótima tabela com Thiago Neves que tocou para Barcos, que dominou com o peito e tocou na saída de Weverton para abrir o placar. Atrás no placar, o Palmeiras não sentiu o gol e seguiu tentando pressionar. As principais chances foram com Dudu, aos dez minutos, e com Borja, aos 28, mas eles não conseguiram acertar o gol cruzeirense. Aos 41, o Cruzeiro quase ampliou o marcador. Thiago Neves fez lindo passe para Arrascaeta, que finalizou para defesa à queima-roupa de Weverton. 

A etapa final começou com muita reclamação palmeirense, em disputa de bola entre Egídio e Bruno Henrique, o jogador cruzeirense entrou com a sola no palmeirense, o VAR (árbitro de vídeo em inglês) chegou a ser utilizado, mas nenhuma punição foi dada, o que gerou a reclamação, uma vez que o Palmeiras esperava por um cartão amarelo. Aos 21 minutos, em chute cruzado de Mayke foi a melhor chance do Palmeiras, mas acabou na defesa de Fábio. Dez minutos depois, Fábio teve que fazer outra defesa em chute de fora de área de Willian. Outro que ficou na defesa de Fábio foi Lucas Lima. O Cruzeiro ficou com um a menos em campo, após Edilson receber um vermelho por reclamação. Em mais uma noite de protagonismo, Fábio voltou a defender outros dois lances, o primeiro de Egídio e um novo de Lucas Lima. Ao promover o apito final, o juiz acabou provocando uma grande polêmica, quando Fábio saiu mal do gol, a bola sobrou para Antônio Carlos, que faz o gol, mas o juiz tinha apitado falta no goleiro cruzeirense, o que deixou os jogadores palmeirenses irritados e cobrando o VAR, mas o juiz encerrou a partida.

Com a vantagem, no próximo dia 26, o Cruzeiro recebe o Palmeiras no Mineirão, para definir quem passa para a final. O público pagante total na Arena Palmeiras foi de quase 32 mil torcedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial