Sequestrador de Benes Júnior foi indiciado pelo latrocínio da soldado catarinense Caroline Pletsch

Mateus da Silva Régis, 17 anos, participou do latrocínio que matou a policial de Santa Catarina, Caroline Pletsch, em março desse ano. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Mateus da Silva Régis, de 17 anos, um dos envolvidos no sequestro relâmpago de Luiz Benes Leocádio Júnior, 16 anos, e que também morreu após confronto com policiais no final da tarde de ontem (15), deveria estar apreendido e cumprindo medida socioeducativa por sua participação no latrocínio (roubo seguido de morte) da soldado catarinense Caroline Pletsch, que passava férias com seu esposo, também policial, e acabou sendo assassinada em 26 de março deste ano, dentro de uma pizzaria também na Zona Norte de Natal.

A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça do RN. Ainda de acordo com o TJRN, Mateus da Silva, recebeu a punição do juiz Homero Lechner, titular da 3ª Vara da Infância e Juventude de Natal.

Não conseguimos apurar se a Polícia Civil se a DEA (Delegacia Especializada de Atendimento ao Adolescente Infrator) tinha conhecimento da decisão proferida pelo juiz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial