MPF segue os passos do STF e aumentam salários em 16,38%, reajustes precisam de autorização do Congresso



Seguindo os passos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidirem propor um reajuste de 16,38% nos próprios salários, a partir de 2019, o Ministério Público Federal (MPF) aprovou a proposta que inclui reajuste salarial também de 16,38% para os procuradores da República, no orçamento da instituição para o próximo ano. 

Com previsão de um impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas, já que os salários dos ministros do STF servem de teto para o funcionalismo público, os reajustes que farão os salários dos ministros do STF por exemplo, a chegar aos quase R$ 40 mil reais, fora todos os benefícios que lhes são dados, necessita da aprovação do Congresso, que certamente devem reajustar os salários dos deputados e senadores para a próxima legislatura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial